Publicidade

Lentidão nas obras da BR-282 é confirmada pelo DNIT

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) confirmou na tarde de hoje para o Jornal A Sua Voz, que as obras na BR 282 estão mais lentas do que o normal

10 de Setembro
Publicidade

Conforme o superintendente do Dnit de Chapecó, Diego Fernando da Silva, há alguns trabalhos em andamento, mas de porte menor do que aqueles de terraplenagem. “Estão sendo executados alguns dispositivos de drenagem, cercas, entre outros”, disse Diego.

Sobre o andamento mais lento na obra, Diego explica que é por dois motivos: a discussão dos projetos de engenharia e o baixo recurso disponível. “A situação dos projetos de engenharia é de obrigação do Consórcio contratado. Ele precisa executar e apresentar para o DNIT analisar e aprovar. Sobre os recursos disponíveis temos que ter cuidado para não executar sem cobertura orçamentária e concluir os serviços adequadamente. a nossa preocupação aqui é que seja atacado onde é possível concluir, conforme a disponibilidade financeira”, complementou o superintendente, enfatizando que o andamento da obra depende da complementação de valores.

Ainda conforme o Dnit, a obra total terá um custo de R$ 158 milhões. Para se ter uma ideia dos baixos valores, até agora foram gastos R$ 17 milhões. Existem apenas outros R$ 6 milhões para serem gastos com a obra.

A empresa Traçado, responsável por um dos trechos, foi procurada pelo Jornal A Sua Voz na tarde desta terça-feira. A Traçado confirmou que continua os trabalhos, mas mais lentamente.

Publicidade
Publicidade