Publicidade

Matrículas na rede municipal de ensino de Nova Erechim serão abertas a partir de 23 de outubro

Conforme a Secretaria de Educação, todas as crianças têm a matrícula garantida, mas o turno não é assegurado

08 de Outubro
Publicidade

O edital para as matrículas na rede municipal de ensino de Nova Erechim já foi lançado, e a partir do próximo dia 23 de outubro, pais ou responsáveis poderão garantir a vaga dos estudantes para o ano letivo de 2020. O período de inscrições fica aberto até o final do mês, dia 31, com horários estendidos de atendimento: das 7h30 às 12h e das 12h30 até 16h45.  

Para os estudantes do ensino fundamental – do primeiro ao quinto ano, os pais devem fazer a matricula na Escola Municipal Lydia Franson Dondoni, e as crianças de creche e pré-escola, de zero a cinco anos, as matriculas serão feitas no Centro Infantil Raio de Sol. “Esse ano fizemos horários diferenciados para melhor atender os pais e vamos atender também no horário do meio dia. A maioria deles trabalham, e não tem condições de ir para as escolas em horário comercial”, explica a secretária de Educação Eunice Bruschi.

Conforme a Secretaria, todos os alunos possuem vaga garantida nas escolas, porém, o turno desejado pelos pais não é assegurado. Os estudantes que dependem das linhas do transporte escolar são prioridades, e após, os turnos serão escolhidos pela ordem de chegada dos pais. “Não conseguimos garantir o turno, mas sim a vaga. Assim como outras escolas, adotamos como critério a ordem de chegada, mas aqueles alunos que dependem do transporte terão prioridade, pois é um delimitador do turno. Temos algumas linhas que o ônibus passa somente uma vez por dia, por isso eles tem a prioridade”, explica Eunice.  

As matrículas para as vagas integrais foram ampliadas e para o próximo ano, serão 21  para crianças de quatro meses a um ano.  E para as turmas de um, dois e três anos, são 21 vagas integrais por turma. “Esse ano atendemos a demanda que tínhamos do período integral. Mas lembramos que para a criança ser atendida no tempo integral, os pais deverão estar trabalhando fora o dia todo. Por isso, precisamos que eles apresentem o comprovante de trabalho integral e de residência no nosso município”, lembra a secretária.

 

 

Publicidade
Publicidade