Publicidade

Polícia indicia homem por disparo e porte ilegal de arma de fogo

13 de Janeiro
Publicidade


A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Pinhalzinho, concluiu inquérito que apurou disparo de arma de fogo na tarde de 16/07/2016 neste município.

Na ocasião, o autor, na época com 35 anos, possuía um bar em Pinhalzinho. A vítima então também abriu um bar em Nova Erechim. Ocorre que uma das moças que trabalhava com o autor foi prestar serviço no bar do ofendido, tendo havido a partir daí vários desentendimentos em razão da concorrência entre ambos.

Essa rivalidade atingiu seu ápice na tarde de 16/07/2016, quando a vítima trafegava pela Rua Natal com seu veículo, um VW/GOL GL, de cor azul, ano 1991, e o agressor, conduzindo uma camionete TOYOTA/HILLUX SW4, efetuou um disparo de arma de fogo contra o carro do rival. Quando ambos chegaram à Av. Belém, mais dois disparos foram realizados.

Ao todo, foram realizados três disparos, dos quais um atingiu o carro da vítima. Pouco tempo depois o autor foi embora para o Rio Grande do Sul. A arma utilizada (uma pistola calibre .380) estava registrada em nome da esposa do investigado, que foi indiciado por disparo de arma de fogo e porte ilegal de arma de fogo.

Publicidade
Publicidade