Publicidade

“Foi um sentimento de vazio”, diz padre, sobre celebração sem público em Pinhalzinho

24 de Março
Publicidade

No último domingo (22), a igreja matriz Santo Antônio de Pinhalzinho promoveu a primeira celebração da história com portas fechadas. Dentro da igreja, na hora da missa, estiveram apenas os dois padres da paróquia e mais quatro pessoas que ajudaram na liturgia.


A celebração, que foi transmitida pelo rádio, foi sem a presença de fieis devido a pandemia do Coronavírus. “A missa teve todos os passos mesmo não tendo os fiéis. Muitos ficaram escutando e depois mandaram mensagem que gostaram. Na homilia foi destacado que devemos ter cuidado nesse momento e seguir as recomendações das autoridades da saúde e da Diocese. Foi feito uma oração especial a todos que estão trabalhando nesse momento ímpar na vida dos brasileiros”, ressaltou o padre Olmaro Mass.


O padre Olmaro, que esteve na celebração junto com o padre Jacinto, confessou que no início a celebração foi diferente. “Foi bem estranho e inédito. Especialmente na parte inicial, quando sempre recepcionamos o povo na porta da igreja. Foi um sentimento de vazio, com pouca emoção no início, mas no decorrer se normalizou”, completou Olmaro.

Publicidade
Publicidade