Publicidade

O desejo de aprender mais fez pinhalense além de Agrônomo, se tornar Advogado

28 de Julho
Publicidade

Atuando há mais de 20 anos como engenheiro agrônomo, Alceu Cericato tinha um grande desejo de aprender mais. E esse desejo fez o pinhalense se formar em Direito no ano de 2017, área totalmente diferente da que ele atuava anteriormente.

“Vim do Rio Grande do Sul para atuar em uma empresa fumageira, onde atuei por 15 anos. Nesse período também iniciei como professor na Unoesc, na área da agronomia, onde ainda atuo. Uma das coisas que me motivou a fazer essa troca é a necessidade de estar estudando e me atualizando. Aliado a isto, tem a questão da minha esposa e meu irmão que trabalham na área e me motivaram também na escolha”, explicou o advogado.

Alceu ainda indica que tanto o curso de Direito quanto de Administração são áreas importantes para a vida, no geral. “Mesmo que eu não fosse atuar nesta área, considero esses dois cursos importantíssimos para tudo que formos fazer em nossa vida. Por isso, eles só têm a agregar. Mas minha intenção sempre foi clara em advogar ao iniciar no curso, não participar de concursos ou afins. E agora estou na área que desejei”, enfatizou.

Por ser muito dinâmico e sempre estar pensando em especializações, Alceu já projeta para o próximo ano se atualizar ainda mais na sua área. E baseado em seu perfil visionário, ele mesmo criou dentro da Universidade, uma especialização, a qual também pretende cursar. “Estou adaptando dentro da Unoesc, um curso de especialização em Direito Médico, para que além de oferecer aos demais colegas, eu também possa participar. Esta é uma área em ascensão e muito discutida atualmente, por isso da escolha”, explica ele. 

Por enquanto, Alceu não pensa em tentar uma terceira carreira. “A partir de agora o foco é especialização na área do Direito mesmo, pois tenho a convicção que esta é uma área que gostaria de atuar por um longo tempo”, finalizou.

Publicidade
Publicidade